• E-bit
  • E-bit
  • E-bit
  • E-bit

Blog da Auratec

  • Auratec: Presença confirmada na AES Brasil Expo 2018

    Postado em 21/05/2018

    Nos dias 22 a 24 de maio acontece a 21ª edição da AES Brasil Expo, uma convenção e exposição de tecnologia, áudio, vídeo, iluminação e instalações especiais. O evento é considerado o maior encontro de áudio profissional da América Latina, voltado para todos os profissionais envolvidos na área.

    05-21_AES-2018

    O encontro é organizado pela Sociedade de Engenharia de Áudio, entidade central para temas técnicos e acadêmicos do áudio para mercados diversos. A programação abrange temas como alinhamento e sonorização de espetáculos, gravação, mixagem e masterização de peças musicais, projetos de áudio para musicais, planejamento acústico e utilização de sistemas sem-fio, entre outros. Também haverão debates sobre os desafios e a atual situação do mercado, tendo como pontos de vista profissionais e empreendedores do setor. Serão mais de 60 horas de palestras, treinamentos, workshops e demonstrações técnicas voltadas especialmente para engenheiros, técnicos, consultores e outros profissionais envolvidos com áudio.

    A AES Brasil Expo 2018 é uma excelente oportunidade de adquirir e trocar conhecimentos com grandes nomes e referências da área. O evento conta também com uma área de exposição onde as empresas realizam apresentações e demonstrações de novas tecnologias voltadas para o segmento. A Auratec, que participa e apoia a AES Brasil Expo desde 2012, não poderia ficar de fora!

    A programação completa pode ser conferida no site da AES Brasil Expo, onde também é possível realizar a inscrição.

    Fique ligado em nosso site e nossas redes sociais. Em breve contaremos como foi a experiência!

    Este post foi publicado em Auratec, Eventos, Mercado

  • O mundo mágico das Playlists

    Postado em 16/05/2018

    Desde a época das fitas cassete, as playlists acompanham a vida dos amantes de músicas. A evolução na forma de ouvir trouxe consigo novas formas de compartilhar suas canções preferidas e, consequentemente, novos recursos para a criação das mixtapes. O atual Spotify é o campeão nessas listas, sejam elas criadas pela própria plataforma ou por seus usuários. Das mais populares às mais estranhas, a plataforma oferece listas temáticas para todos os gostos. Se você quer dar uma variada nas músicas que anda escutando, confira abaixo uma lista das playlists mais divertidas do Spotify.

    05-16_Playlists

    Carrokê

    Se você ainda não saiu por aí dirigindo seu carro com as janelas abaixadas, o vento batendo no rosto e cantando Aerosmith, você está dirigindo errado. Vamos corrigir isso?

    Essa playlist conta com hits atuais e músicas que marcaram época. Pegue o seu carro ou uma carona. Ou deixe separada para a próxima viagem em família. Só não perca essa oportunidade de rir do inglês dos seus amigos e relembrar aqueles eternos sucessos que todo mundo conhece e canta junto!

    https://open.spotify.com/user/spotify/playlist/37i9dQZF1DWV1Nj8a6volf

    Já não ouvi isso antes?

    Sabe quando toca aquele lançamento na rádio e bate a sensação de que você já ouviu isso antes? Provavelmente você já ouviu mesmo!

    Essa playlist foi feita no maior estilo déjà vu que você respeita. Hits como Hung Up, de Madonna, e Play Hard, de David Guetta, Ne-Yo e Akon, aparecem na lista seguido de suas fontes de inspiração. A lista apresenta desde releituras a influências sutis. Melhor que isso, só se fosse uma playlist de mash-ups!

    https://open.spotify.com/user/ficaquietinho/playlist/0QANuK3TRomSOe2hBd6wka

    Take Note of These Covers

    Nessa onda de músicas que já ouvimos antes, o Spotify preparou uma compilação de versões muito dignas! É pop virando folk, balada virando emo, jazz virando pop dos anos 80 (só pra virar heavy metal depois), indie ficando mais indie ainda….

    A lista vai desde clássicos como Sound of Silence, de Simon & Garfunkel, até músicas que se tornaram mais conhecidas que a original, como a versão de Jeff Buckley para Hallellujah, passando por momentos “Lado B” de artistas consagrados. 99 releituras com muita personalidade!

    https://open.spotify.com/user/spotify/playlist/37i9dQZF1DX2S9rTKTX6JP

    Oi, perdi o interesse

    Tá tudo bem com o crush? Porque se a resposta for não, essa playlist é pra você!

    Uma coletânea de músicas perfeitas pra dizer que conheceu outra pessoa, como Adam Levine fez com a Keira Knightley em “Begin Again”. Ou pra dar uma de Clarice Falcão e dizer que esse namoro já acabou faz muito tempo e só você não percebeu.

    https://open.spotify.com/user/debbiehell/playlist/6ZZcjs61f1Q108BDaqhIfH

    Sounds for Spacetime Travelers

    Nem só de belas canções vive o universo das playlists. Para quem gosta de efeitos sonoros e sons mais “inusitados”, o Spotify também é um prato cheio! A mais incrível de todas é a playlist criada com sons binaurais que vão diminuindo a frequência de vibração a cada faixa e transmitem a impressão de uma viagem espacial.

    https://open.spotify.com/album/32zfQTMExd7S5x3uzDGCEH

    Tenha um ótimo dia!

    Nada uma uma playlist bem normal, animada e cheia de novidades pra encerrar esse post - ou para começar o dia!

    https://open.spotify.com/user/spotify/playlist/37i9dQZF1DX7KTVQYEg01L

    Este post foi publicado em Curiosidades, Dicas para Djs

  • Sertanejo: muito além da moda

    Postado em 11/05/2018

    Há pouco mais de um ano publicamos um texto sobre a volta da música sertaneja às paradas de sucesso no país (você pode conferir o texto original aqui). Esse é o momento de corrigir algo que foi dito lá atrás: mais que a “moda da vez”, o sertanejo veio para ficar!

    05-11_Sertanejo

    SUCESSO CRESCENTE

    O sertanejo nasceu no interior do Brasil como um estilo tipicamente rural. Seu ritmo compassado e suas letras bucólicas exaltavam a vida no campo. A primeira gravação do ritmo, já por uma dupla, aconteceu em 1929.

    Podemos dizer que o sertanejo teve três fases até chegar no atual momento de sucesso explosivo e mashups com outros estilos.

    • Fase moda de viola: de 1929 a meados dos anos 1960, o chamado sertanejo raiz exaltava a vida no campo e as rotinas da lida diária em fazenda.
    • Sertanejo romântico: a partir dos anos 60, com o crescimento da indústria cultural nacional, o sertanejo vai a um outro lugar, trazendo canções românticas para as paradas musicais de todo o Brasil, especialmente nos anos 80 e começo da década de 90.
    • A partir de 2009, o sertanejo universitário domina as rádios e se mistura com sucesso com o pop. Parcerias com outros gêneros, como o pagode, o forró eletrônico e o funk são bem comuns na versão mais recente dessa fase.

    DIVERSIDADE NOS RITMOS E NAS LETRAS

    Com essa virada para o sertanejo universitário, o estilo sertanejo não apenas retoma a força que tinha no começo dos anos 90 como se transforma em carro chefe da indústria do entretenimento nacional. Com mega eventos, grandes artistas e super produções, o sertanejo começa a apresentar diversidade na música e nas letras.

    Nos últimos 5 anos, uma grande novidade do estilo é o chamado feminejo. Duplas ou artistas solo femininas surgiram nesse cenário e arejaram os palcos do Brasil. As letras falam de mulheres protagonistas, que vão a baladas, não se interessam por relacionamentos e não aceitam traição ou machismo.

    A mistura com outros estilos de sucesso também ajudou a renovar o ritmo sertanejo clássico. Elementos do arrocha, do pagode, do forró e até do funk vieram somar ao sertanejo e o público tem reagido de maneira bastante positiva.

    DESTAQUES DA MÚSICA NACIONAL

    1. Já veterano desse cenário, Gustavo Limma continua no topo das paradas. Em abril, sua música Apelido Carinhoso ficou em primeiro lugar entre as mais tocadas do sertanejo em rádios de todo o Brasil. A canção também foi coreografada pelo grupo de dança Fitdance, conhecido por criar coreografias das músicas mais estouradas do pop nacional.

    2. Thiago Brava começou a tocar cavaquinho ainda na infância e as influências do pagode são bem claras na sua música. Em 2013, explodiu no Brasil inteiro com a música 360 o arrocha do poder e hoje está de novo nas paradas com a canção Dona Maria.

    3. Simone e Simaria, uma das duplas do feminejo que arrasta fãs fiéis por todo o país se destaca, neste momento, por uma parceria com o Dj de música eletrônica Alok, queridinho de celebridades como Sasha. As artistas fizeram várias canções em parceria com outros estilos e essa é mais um estouro da fábrica de sucessos desta dupla.

    4. Marília Mendonça estourou com o hit Infiel e é uma espécie de mãe das mulheres do sertanejo. Hoje, músicas como Sentimento Louco, Meu cupido é gari e Como faz com ela são cantadas por milhares em seus shows lotados.

    5. Naiara Azevedo veio do Paraná e começou sua carreira quase por acaso, ao postar a música Coitado, uma resposta a canção Sou Foda, da dupla Carlos e Jader, no Youtube. De lá para cá, ela vem construindo uma carreira sólida e seu mais novo hit é Pegada que Desgrama.

    ONDE O SERTANEJO TOCA

    Hoje, o sertanejo deixou de ser uma música de nicho e está presente nos melhores eventos de pop, tocando junto a bandas de pop rock, funk, pagode, forró eletrônico e axé. É claro que, se você é DJ, tem que ter uma seleção boa  e atualizada dos maiores hits do estilo.

    Com essa história longa e sempre se reinventando, o sertanejo prova que muito mais que a bola da vez, é possivelmente o estilo mais longevo do Brasil. Qual será a próxima moda que eles irão lançar?

    Este post foi publicado em Curiosidades, Dicas para Djs

  • Por trás dos palcos: a importância da Equipe Técnica

    Postado em 04/05/2018

     

    AUR_Roadie

    Quando vemos artistas no palco, palestrantes em suas mesas e noivos dançando sua primeira valsa, esquecemos completamente que há uma equipe inteira trabalhando por muito tempo para que tudo saia sem falhas. No entanto, qualquer falha em um evento é, automaticamente, atribuída a produção. Trabalhar nessa área é uma função ingrata, uma vez que quase nunca se ouve os elogios e quase sempre se é responsável pelas reclamações. Por outro lado, mesmo que nenhum convidado venha a saber, é uma satisfação imensa ver tudo se realizar com harmonia e as festas, shows e apresentações serem um sucesso.

    A produção não é um trabalho solitário. Mesmo que haja apenas um coordenador, a equipe é composta por vários outros funcionários, exercendo diferentes funções.

    Produtores

    Em geral, as equipes contam com mais de um produtor, principalmente em eventos grandes. Há um coordenador de produção e produtores executivos. O produtor está nos eventos desde sua concepção, ajuda a elaborar projetos, calcula orçamentos de equipamentos e equipe e, não raro, se envolve com a divulgação. Também costuma ser a ponte entre artistas e/ou empresários e o restante da equipe, tendo a responsabilidade de conseguir se comunicar bem com as duas pontas dessa corrente.

    Cerimonialistas

    Esse cargo se diferencia por pouco do produtor. Normalmente atuando em eventos pessoais e corporativos, esse profissional costuma ter uma rotina tão puxada quanto a da noiva ou dos formandos. Acompanham decisões essenciais, como escolha de buffet, decoração e fotografia. Garantem que os convidados sejam bem recebidos e bem tratados, que não falte comida ou bebida durante a festa e que os cronogramas sejam seguidos.

    Roadies

    Os roadies têm, pelo menos, 2 grandes responsabilidades: montar a estrutura de forma rápida e segura e organizar o palco para atender aos músicos. Trabalham diretamente com o produtor, o técnico de som e os músicos. Também é função deles o trabalho pesado: carregar estruturas, equipamentos e instrumentos, desmontar os palcos, carregar e descarregar carros de entrega. Grandes bandas costumam ter seus próprios roadies e trazê-los em turnê. Isso garante que o palco estará exatamente como desejado pelos artistas.

    Técnico de som

    Regulando os microfones de palestras ou extraindo o melhor som em praça aberta, o técnico de som é essencial para o êxito do evento. É primordial ter muito conhecimento sobre engenharia sonora e sensibilidade para entender o som exigido para a ocasião.

    Iluminadores

    Na iluminação, há dois tipos de profissional, os montadores e o técnico de luz. Eles se complementam. O técnico de luz define a melhor iluminação para cada ambiente, o que será escondido e o que estará em foco. Aos montadores, cabe instalar os equipamentos de maneira perfeita e segura, gerando os resultados esperados pelo técnico.

    Serviço

    Seguranças, garçons, cozinheiros, recepcionistas, equipe de limpeza: como faríamos um evento sem eles? Essa equipe precisa ser extremamente bem treinada e lida com situações complicadas, como banheiros entupidos, brigas, convidados que se tornam inconvenientes. Nos bastidores, são tão importantes quanto a atração principal para o sucesso do evento.

    Muito além da equipe

    Independente da função, trabalhar com eventos é ser multitarefa. Nunca sabemos quando aparecerá um imprevisto, se alguém faltará ou se a previsão de sol se transformará uma chuva torrencial. Para ajudar a administrar todos esses fatores, muitos produtores lançam mão da tecnologia.

    Há uma série de aplicativos – Evernote e Tape a Talk, por exemplo – que facilitam a comunicação entre a equipe, atualizam em tempo real e permitem que todo o evento fique na palma da mão, sem papéis e envolvidos. As plataformas de venda de ingresso e promoção de eventos também são uma mão na roda para equipes de produção, além de facilitar a vida do público.

    Claro que tudo isso não tem nenhum valor se a estrutura escolhida não for de qualidade e comprometer a segurança e execução efetiva do evento. A Auratec oferece estruturas modulares, leves e de fácil montagem que atendem as necessidades de qualquer evento. Para saber mais sobre nossos produtos, não deixe de entrar em contato.

    Este post foi publicado em Dicas para Djs, Produção de eventos

  • Como chegar ao som perfeito

    Postado em 27/04/2018

    04-27_Ajustando-som

    A performance musical em eventos pode parecer simplesmente "ir lá e tocar", mas a realidade não poderia ser mais diferente! Uma boa apresentação passa por uma preparação intensa e minuciosa que muitas vezes começa meses antes de subir no palco. Os artistas passam por diversas etapas da produção, indo desde a escolha do repertório até o momento do evento, passando por ensaios e pela passagem de som. E por falar em passagem de som, você sabe como regular o som do palco de acordo com o porte e local do seu evento? Aqui vão algumas dicas para uma sonoridade perfeita!

    Conheça seu estilo

    Diferentes gêneros musicais possuem diferentes características sonoras. Muitas vezes o estilo de música pode trazer dificuldades em determinados espaços. Shows de heavy metal têm mais facilidade em “sobrar” frequências por conta da intensidade com que os instrumentistas tocam. Já instrumentos acústicos são naturalmente difíceis de captar justamente por sua caixa de ressonância, possuindo uma tendência maior para a realimentação. Esteja preparado para adequar a sonorização às particularidades do seu estilo musical.

    Domine seu equipamento

    É muito importante saber a função de cada coisa e seus nomes, até mesmo para instruir alguém que vá ajudar na montagem. Conheça seu cabeamento, os tipos de entrada, a voltagem de cada periférico, o que liga onde. Entenda que “PA” é todo o som endereçado ao público, logo tudo que sai da mesa de som faz parte do PA. Saiba os tipos de caixas e microfones disponíveis e, principalmente, saiba trabalhar com eles. E é importante lembrar: seu equipamento não é só o que você possui e vai levar para o evento. Tudo que você for utilizar, ainda que seja da casa, faz parte do seu equipamento para aquele momento específico. Não tenha medo de fazer perguntas!

    Esteja atento ao ambiente

    O ajuste mais adequado do som depende muito dos fatores externos, também. Observe se o local do evento possui azulejos, carpetes e sofás, que tem uma tendência a refletir ou absorver o som. A disposição das mesas e outros elementos do mobiliário também faz diferença, causando uma reverberação natural do som. A organização do espaço muitas vezes dispensa o uso de efeitos como o reverb, um tipo de preenchimento de ambiência. Como o ambiente já é preenchido naturalmente, sobrecarregar a ambiência acaba “embolando” o som.

    É importante lembrar também que o ajusto do som no ambiente vazio é bem diferente do que será percebido com a casa cheia. E não é apenas pela conversa e outros sons que as pessoas fazem. O espaço ocupado pelos corpos diminui a ressonância da sala, aumentando a pressão sonora.

    Coloque a mão na massa

    Volume, intensidade e potência

    Equipamento montado e ambiente mapeado: chegou a hora de efetivamente regular o som. Comece pelo volume, que é a intensidade sonora. Equilibre os volumes individuais dos instrumentos e ajuste o volume geral depois, pensando sempre nas características do ambiente. A intensidade está diretamente relacionado à quantidade de potência disponível para amplificar o som: quanto maior a potência disponível, mais limpo é o som. Cada local requer uma quantidade de potência específica e o ideal é deixar uma “folga“ para garantir a performance do áudio.

    Timbre

    Timbre é o aspecto que contempla os graves, médios e agudos, e deve ser a segunda maior preocupação em uma passagem de som. É comum ver pessoas que, ao ouvir muito o agudo, abrem ainda o grave e o médio para “balancear” o som. Essa prática traz um prejuízo imenso à sonoridade geral, pois sobram frequências e fica um aspecto de sujeira. Nesses casos de sobra, o ideal é ir limpando as frequências a partir da redução do que está aparecendo demais.

    Retorno

    O sistema de retorno serve para enviar sinais de áudio para os músicos no palco. Com controles específicos na mesa de som, é possível escolher quais instrumentos de referência sonora serão enviados para o palco. O retorno pode ser feito de duas formas: utilizando caixas de som ou fones de ouvido. Para o sistema in-ear, cada músico escuta no fone seu próprio som e o dos companheiros, após ser captado no palco e ajustado na mesa de som.

    Já as caixas de retorno ou monitores são colocadas no próprio palco, viradas para os músicos. Esses monitores podem ser coletivos, individuais ou mesmo duplos, dependendo da configuração e porte da banda. Mas a configuração mais comum consiste em um monitor para cada integrante, localizados na parte frontal do palco – exceto para o baterista. Para ele, são necessários um ou dois monitores no fundo ou laterais do palco, mais próximos ao instrumentista.

     

    Depois dos ajustes, é só aproveitar o som incrível em um evento inesquecível. Independente do tamanho dele, saiba que a Auratec tem as melhores estruturas para palcos e pistas de dança. Entre em contato com a gente!

    Este post foi publicado em Dicas para Djs, Produção de eventos

  • Como utilizar a sinalização em eventos

    Postado em 20/04/2018

    04-20_Sinalizacao

    Na realização de um evento, alguns cuidados precisam ser tomados para garantir o sucesso. Um dos componentes mais importantes desse “kit básico” da produção de eventos é a sinalização, elemento de extrema importância. Ela estabelece um diálogo com os convidados e os direciona para o local desejado, além de ajudar a enfatizar a identidade da marca ou do evento. Também garante a segurança ao sinalizar as saídas de emergência, os banheiros e outras áreas para uso dos convidados.

    A importância da sinalização pode ser explicada de uma maneira muito simples: basta pensar como seriam as cidades sem as placas de trânsito orientando qual caminho seguir. Os carros ficariam desnorteados e sem rumo, tornando caótico (e talvez impossível) transitar pela cidade. Assim também funciona nos eventos quando a sinalização não é bem feita. Sem as indicações adequadas, os convidados têm dificuldade em saber para onde devem ir. Locais como áreas externas acabam subutilizados, já que estão “escondidos”.

    Construindo a sinalização ideal

    Para um evento que tem como objetivo atingir excelentes resultados, é de extrema importância investir em sinalização profissional de alta qualidade. Isso quer dizer componentes que estejam de acordo com a identidade visual do evento e sejam, ao mesmo tempo, destacados e parte da cenografia. Dessa forma, é fácil garantir que todos os convidados serão bem orientados.

    Veja algumas dicas de como desenvolver uma sinalização eficiente e agradável para o seu evento:

    • Deixe as sinalizações de emergência muito visíveis!

    Posicioná-las em locais altos e de destaque faz com que os participantes do evento vejam as placas mesmo de uma longa distância. Lembre-se de que é importante a segurança de seus convidados vem em primeiro lugar. Se o local for escuro, garanta spots de luz para essas placas.

    • Seja claro e óbvio.

    Sinalização precisa cumprir a sua função e ser informativa, e para isso é necessário captar a atenção do observador em pouco tempo. Muitas pessoas verão as placas enquanto estiverem andando, muitas vezes em lugares com iluminação baixa. Mantenha a mensagem objetiva – mas lembre-se que isso não é desculpa para fazer uma sinalização descuidada.

    • Seja consistente.

    Use as cores do evento, a logo, o tema, elementos que se repetem em outros pontos da decoração, etc. Aproveite a cenografia para fazer algo que combine com o conjunto de forma harmônica e elegante. Solte a imaginação sem fugir da temática do evento.

    • Utilize figuras como recursos.

    Setas, o cigarro cortado e o boneco descendo as escadas são amplamente conhecidos. Permita uma leitura intuitiva da sua sinalização, investindo em elementos lúdicos e releituras de símbolos já conhecidos.

    • Dê nome aos bois.

    Se o seu evento possui múltiplos ambientes, identifique cada um com um nome e sinalize! Isso facilita a circulação e o entendimento do espaço, evitando que seus convidados percam tempo procurando a sala certa.

    • Na dúvida, fique com o tradicional.

    É claro que uma sinalização personalizada é um diferencial no evento, mas ela não é estritamente necessária. Nem sempre o orçamento permite um projeto customizado. Há situações em que uma sinalização mais extravagante descaracteriza o evento. São muitas possibilidades e para todas há uma solução: aposte no básico para não fazer feio. Foque em uma sinalização limpa, objetiva e com cores neutras, que cumpra seu objetivo.

    Com um evento bem sinalizado, é possível garantir a segurança e a tranquilidade da equipe e do público. Seguindo nossas dicas, estamos certos de que você terá um ótimo resultado em seu evento.

    Este post foi publicado em Produção de eventos

  • Auratec de casa nova!

    Postado em 13/04/2018

    04-13_Nova fábrica

     

    Após 10 anos de participação no mercado, a Auratec  continua inovando e implantando uma série de atividades para a próxima década. Além do Auratec On the Road e do canal de Grandes Contas, agora a empresa conta com um novo galpão. Com uma área construída de mais de a 3.000m², é um dos maiores galpões do setor no país e o mais moderno.  Pensando estrategicamente, o galpão está localizado na mesma região em que a Auratec já estava instalada, em Betim/MG, às margens da Rodovia BR-381 (Fernão Dias), que liga Belo Horizonte a São Paulo.

    Os dois principais  motivos para a mudança foram a ampliação da área de produção e armazenagem, e a junção dos setores administrativo e comercial no mesmo local. Na nova área de produção é possível receber até 100 funcionários por turno, agilizando o processo de fabricação das peças Auratec. A ampliação do galpão também permitiu que os setores administrativo e comercial estejam junto a área da fábrica, facilitando o diálogo entre as áreas técnica e de venda, que estavam em plantas separadas desde 2011.

    Novos produtos e equipe ampliada

    A mudança ocorreu em duas etapas: a fábrica se mudou na virada do ano de 2017 para 2018 e o administrativo e o comercial vieram no Carnaval. O novo espaço permitiu a Auratec o crescimento desejado para marcar os dez anos de empresa. Desde a mudança para o novo espaço, a equipe aumentou em cerca de 20%, o que dobrou a capacidade de produção.

    Esse aumento da equipe e otimização da produção abriu espaço para o desenvolvimento de novos produtos. Ao longo de 2018, muitas novidades serão apresentadas, além de melhorias em produtos já existentes, como o A25.

    Lançamentos 2018

    O primeiro produto a ser lançado foi a linha AL-P30, na Expomusic de 2017. A próxima novidade é o praticável em alumínio, nos modelos telescópico e pantográfico, que irão começar a ser vendidos em Maio. As novas instalações também serão de grande utilidade para o desenvolvimento, produção e testes dos projetos exclusivos, traçados para os clientes de grandes contas de acordo com suas necessidades.

    Para começar a sua segunda década, a empresa está apostando na inovação e no pioneirismo que marcaram a trajetória nos primeiros 10 anos. Contudo, a preocupação com a qualidade dos produtos e do atendimento continua permeando todo o trabalho da Auratec, que tem a meta de elevar o alto padrão conquistado. A promessa para os novos tempos é crescer ainda mais motivados e continuar fiéis às origens.

    Este post foi publicado em Auratec, Novidades

  • Uma Década de Sucesso

    Postado em 05/04/2018

    A Auratec foi notícia na revista Música e Mercado de Março e Abril de 2018. Os 10 anos da empresa foram destaque na publicação, que é uma das mais expressivas do meio musical brasileiro e já está em seu 95º número.

    04-05_Musica-e-Mercado

    Desde a sua criação, em 2007, a Auratec vem inovando no mercado de estruturas metálicas para eventos, lançando novos produtos e modelos de operação. A empresa foi criada a partir de uma necessidade identificada por Petrônio Cunha dos Santos Junior, atual Diretor Comercial e fundador da Auratec: “Começamos no mercado de locação de equipamentos e nele enxergamos a oportunidade de ingressar na fabricação de estruturas. Éramos clientes de pequeno porte e não conseguíamos comprar estruturas, assim como os demais concorrentes do nosso tamanho. A partir daí, resolvemos inverter o caminho, saindo da posição de locador para sermos fabricantes. Deu certo!”

    Com o amadurecimento da empresa e o desenvolvimento de tecnologias, veio o reconhecimento como uma das principais empresas do segmento no Brasil. Além de seus habituais clientes de pequeno e médio porte, a Auratec expandiu seu atendimento a clientes de grande porte. Segundo Petrônio, “após alcançarmos um nível técnico elevadíssimo, temos portas abertas para trabalhar com projetos especiais, inclusive em outros mercados. Ainda assim, continuamos fiéis às nossas origens”.

    MUITA COMEMORAÇÃO E NOVIDADES

    O ano de 2017 marcou um aniversário importante para a Auratec, afinal completar uma década em crescimento constante não é para qualquer um. O objetivo, agora, é continuar ousando e inovando com a mesma empolgação dos primeiros 10 anos. Para isso, já existem muitas novidades em andamento!

    Em comemoração ao aniversário, foram lançados três novos produtos: a linha de Barricadas, o modelo de treliça AL-P38 e a linha AL-P30. Além disso, foram realizadas atualizações nas linhas A25 e AL-P50. A Auratec apresentou também, na Expomusic 2017, seu Canal de Atendimento a Grandes Contas e o projeto Auratec On The Road, que leva uma consultoria personalizada aos clientes que tenham essa necessidade.

    A Auratec passou a contar também com uma nova instalação na cidade de Betim, em Minas Gerais. São mais de 3.000 m² de área construída que abrigam a fábrica e os setores comercial e administrativo, que até o ano anterior ficavam em plantas distintas. A fábrica conta com duas linhas de produção distintas, uma dedicada às estruturas de alumínio e outra às estruturas de aço. Com a mudança foi possível dobrar a capacidade de produção, o que viabilizou o aumento da equipe e uma expansão ainda maior no catálogo de produtos oferecidos.

    E as comemorações ainda não terminaram. Estão planejados para 2018 novos lançamentos e atualizações em produtos, que serão anunciadas ao longo do ano, e o lançamento de um novo site, mais alinhado aos propósitos da Auratec.

    E OS PRÓXIMOS 10 ANOS?

    Para Petrônio, é importante já dar início ao planejamento da próxima década. “Em 2010 fizemos o nosso primeiro planejamento de longo prazo, e à época objetivamos alcançar em 2014 o status de referência como fabricante de estruturas no mercado brasileiro. Hoje somos considerados uma grande referência, com uma abrangência nacional consolidada, diversos canais de atendimento, mais de 20 mil clientes ativos, com o maior portfólio de produtos entre os fabricantes brasileiros, a planta fabril mais moderna do País e uma série de outros indicadores que nos deixam contentes, mas ainda mais motivados para os próximos dez anos!”

    Ainda que a Auratec esteja focada em manter seu crescimento e a postura inovadora, o diretor garante que sua maior preocupação continuará sendo o atendimento de excelência aos clientes.

    “As estruturas são produtos auxiliares no mercado de eventos, ou seja, somos um nicho de mercado acoplado à enorme locomotiva que é o mercado de entretenimento no Brasil. Sendo assim, nosso dever não é reinventar o nosso nicho, mas acompanhar as tendências do mercado que nos sustentam. Isso significa estar alinhado com as tendências dos nossos clientes no mercado local e acompanhar a movimentação do mercado global (...) É assim que a gente faz: trabalhamos para antecipar ou responder rapidamente às necessidades do mercado em vez de tentar fazer todo o mercado se adaptar às nossas invenções.”

     

    Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.

    Este post foi publicado em Auratec, Novidades

  • Como usar a cenografia para tornar seu evento incrível

    Postado em 28/03/2018

    Criada no contexto dos palcos teatrais, a cenografia é a grande responsável pelo impacto visual causado no público. A disposição de elementos decorativos, efeitos especiais e iluminação criam um novo clima no ambiente, na expectativa de encantar e proporcionar momentos inesquecíveis. Já falamos sobre a história e importância da cenografia; agora vamos explorar seu uso no mercado de eventos.

    Cenografia-para-eventos

    Aplicabilidade em Eventos

    A cenografia para eventos é pensada para melhorar a experiência do público. Ela pode envolver a iluminação, a sonorização, a sinalização, os aromas do ambiente e até mesmo o vestuário das pessoas envolvidas na produção. Já que tem uma influência tão subjetiva, precisa ser pensada cuidadosamente para atrair e emocionar o público. É um trabalho que demanda um esforço grande em termos de criatividade e mão de obra, mas os resultados compensam.

    O principal objetivo desse tipo de decoração e organização do espaço é envolver o público em uma atmosfera condizente com a temática do evento. Mas a cenografia também é um importante jogo de luz e sombras, onde o olhar dos participantes deve ser atraído para os elementos mais importantes e o que não pode ser visto fica oculto em texturas e volumes. Todas as características do ambiente são trabalhadas de forma a fazer parte da história contada por aquele evento, tornando todos os elementos parte da experiência do evento.

    Cenografia em pequenos Eventos

    A cenografia precisa entender as necessidades e desejo dos realizadores e convidados do evento, de forma a criar um ambiente único e totalmente natural, condizente com a proposta. Para tanto, a atividade não se resume a mobiliar um ambiente e colocar alguns holofotes distribuídos aleatoriamente pelo espaço. Uma boa cenografia implica em elaborar um projeto pautado em noções de marketing, decoração e composição de ambientes, teoria das cores e até mesmo infraestrutura.

    A produção cênica precisa passar uma mensagem clara, objetiva e que possa ser percebida rapidamente. Para isso, vale a máxima “menos é mais”: poucos elementos trabalhados de forma estratégica é melhor que um excesso de elementos. O projeto cenográfico bem sucedido se comunica com o público por meio de seus componentes, ainda que a mensagem seja impalpável.

    Outra opção é a decoração por áreas, criando vários ambientes diferentes dentro de um mesmo evento ou dando destaque a um único local através de uma decoração mais elaborada. Essa mudança pode ser feita com mobiliários, ornamentos e iluminação, sendo a última o recurso mais versátil (e o único que funciona bem sozinho). A simples mudança da tonalidade da luz pode transformar um ambiente limpo, frio e moderno (lâmpadas brancas e de led) em um local sério e aconchegante (lâmpadas amareladas e de outras cores quentes).

    Cenografia-para-eventos

    Cenografia em Shows

    Um pouco mais complexa do ponto de vista técnico e operacional, a cenografia para shows e outros eventos musicais trabalha os mesmos elementos da cenografia para pequenos eventos, mas em uma escala maior. Muitas vezes pode ser necessário contar com uma mão de obra específica, como técnicos de luz e palco, designers, eletricistas e serralheiros. É imprescindível garantir a segurança do evento antes, durante e depois de sua realização.

    O planejamento é feito levando em conta o tamanho do local, os recursos disponíveis, o conceito apresentado e a mensagem que será passada para o público. A cenografia para shows conecta os espectadores ao que acontece no palco, conversando através de estímulos dosados cuidadosamente para satisfazer a audiência sem sobrecarregá-la visualmente. O encantamento causado deve durar até o final do evento sem que os espectadores se cansem.

    O projeto cenográfico é uma oportunidade única para que seu evento ganhe destaque e marque a memória do público. Para criar um ambiente agradável e uma experiência inesquecível, conte com as estruturas Auratec. Atendemos eventos de todos os portes com qualidade e segurança.

    Este post foi publicado em Mercado, Novidades, Produção de eventos

  • Cenografia: Importância e aplicação em Eventos

    Postado em 14/03/2018

    14.03-Cenografia

    Originalmente um elemento do teatro, e derivada da arquitetura e decoração, a cenografia desempenha um papel fundamental ao comunicar através dos ambientes. O termo de origem grega descreve a arte de transformar espaços em cenários a partir de adereços e iluminação. A possibilidade de adequar a atmosfera ao tema desejado gera efeitos surpreendentes e tem contribuído para a consolidação da cenografia fora de seu nicho original, especialmente o mercado de eventos.

    Ainda que o público não tome consciência dos detalhes, os estímulos criados são responsáveis pelo "clima" de aconchego, romance ou mistério, entre outros. Elementos de mobiliário, paisagismo, painéis e tecidos são capazes transportar para outras épocas. Toda a atmosfera é pensada cuidadosamente pelos organizadores e planejada em conjuntos com o cenógrafo. Os cenários, quando bem executados, proporcionam experiências inesquecíveis.

    O trabalho não se resume apenas aos elementos físicos e exige um planejamento detalhado e muito bem adequado ao local de realização e tema do evento. Com um público cada vez mais exigente, as impressões causadas por um bom projeto de cenografia elevam a experiência dos participantes, entregando o esperado e um pouco mais. Desse ponto de vista, trabalhar elementos cenográficos se torna fundamental para que o produtor de eventos crie ambientes lúdicos e criativos.

    Outra faceta muito explorada é o uso de elementos para criar soluções em ambientes que precisam ser readequados para contornar obstáculos ou dar novos propósitos aos locais. Apesar de muitas vezes passar despercebido, espaços promocionais como estandes e pontos de venda estão intimamente ligados à elaboração de cenários. Os conhecimentos cenográficos aliados aos conceitos de experiência do consumidor levam não apenas ao desejo de compra, mas a uma identificação com a marca.

    A cenografia lança mão de recursos como luzes, cores, formas, linhas e volumes para criar universos que despertem sensações específicas nos presentes. É um processo subjetivo que apresenta resultados muito concretos e é capaz de transformar eventos passageiros em memórias duradouras, desde que bem executado. Os detalhes e sensações influenciam diretamente na percepção do que é oferecido e ajudam a criar um vínculo agradável com o público, envolvendo todos em um mesmo objetivo.

    O investimento em um bom projeto cenográfico significa que a mensagem se estenderá ao longo de todo o evento e depois, na memória dos presentes. Por lidar diretamente com sensações e sentimentos, a cenografia apresenta infinitas possibilidades para os que a utilizam.

    A estrutura por trás de um cenário bem projetado influencia diretamente em seu impacto visual e no encantamento do público presente. A Auratec possui soluções para os mais diversos tipos de projetos, de pequeno porte até grandes produções, com toda qualidade e segurança que seu evento merece.

    Este post foi publicado em Mercado, Produção de eventos

Itens 1 para 10 do 282 total

Página:
  1. 1
  2. 2
  3. 3
  4. 4
  5. 5
  6. ...
  7. 29